quinta-feira, 31 de maio de 2007

Eu ricomendo!!

Coluna do Marco Waissheimer imperdível.

SINAL DE ALERTA

O que os editoriais da Globo podem nos ensinar

Editorial de O Globo defende que Lula adote agenda derrotada nas urnas e abandone antigos aliados, classificados como autoritários e terroristas, que estariam ameaçando a democracia. De ameaças à democracia a Globo entende. Seu editorial sinaliza uma estratégia política no horizonte.

 blog it

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Uma voltinha na Blogosfera amiga.

Uma passadinha no Ponto de Vista é sempre esclarecedor.
TÍTULOS QUE CRIMINALIZAM

   Todos os títulos têm um sentido de criminalização, tanto das matérias como os artigos de opinião. Em nenhum deles está dito na abertura da matéria (ou no título) o que está sendo reivindicado. ZMentira, edição de 25.05.2007, ao usar a palavra protesto associa a mesma a algo que criminaliza, “sem limites” e “irresponsabilidade”. Ou radicalismo “emocional”. Na edição do “Estadão”, por exemplo, a palavra protesto está associada (no caso)  a ser contra as reformas. Existe uma diferença, sim. Não é uma subjevidade da nossa parte.
 blog it

Depois da bonanza, o Delúbio.

Do blog da Glória.
Professor é condenado a devolver o que recebeu sem trabalhar

Também foram condenadas as funcionárias que atestaram frequência do faltoso.
Delúbio Soares foi condenado a devolver aos cofres públicos R$ 164.695,51, recebidos ilegalmente por ter gozado de licenças remuneradas, concedidas para que atuasse no Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Goiás (Sintego) quando, na verdade, residia em São Paulo e não prestava serviços à entidade e nem trabalhava como professor. 

Também foram condenadas a pagar o montante, solidariamente, as ex-presidentes do Sintego, que atestaram sua frequência: Neyde Aparecida da Silva — que dividirá com ele o pagamento de R$ 90.185,29, referente ao período de sua gestão — e Noeme Diná Silva, a quem caberá pagar juntamente com Delúbio o total de R$ 74.510,22, também referentes ao período em que presidiu a entidade sindical, de acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Goiás.
 blog it

terça-feira, 29 de maio de 2007

Yeda mata à míngua.

Clipado do Agente 65. Yeda Cruzimcredo certamente vai deixar a Fepam numa cela do Château D'If, juntamente com Edmond Dantès.
Até março deste ano existem na FEPAM 634 cargos, sendo que apenas 233 estão devidamente providos e os restantes 401 estão vagos! Ou seja, o organismo que tem por tarefa de licenciar e fiscalizar todo o estado, trabalha com apenas 36,75% de seus cargos ocupados.
blog it

Em tempos de RTVC indo para as cucuias...

Enquanto a mídia gorda se debulha em lágrimas após a RTVC ter andado pela prancha, convêm dar uma lida no post abaixo, publicado no Blog do Mino.

Subsídios estatais para órgãos independentes

Jurgen Habermas está longe de ser vitima da imbecilização do mundo. Em um pequeno ensaio publicado inicialmente na Alemanha, e logo no Brasil pela Folha de S.Paulo, na edição de domingo passado, Habermas analisa o desempenho da mídia impressa nos dias de hoje. E observa como ela esteja a passar inexoravelmente das mãos dos jornalistas diretamente para o dadivoso regaço do poder político e econômico. Antídoto, segundo o pensador alemão: subsídios estatais para os órgãos independentes. A Folha apressou-se a publicar, ao lado do texto de Habermas, um resumo das criticas feitas por outro alemão, o critico literário Marius Meller, às idéias do autor (grifo meu). Entre outras observações, Meller recorda que nos anos 80 Habermas “profetizou a queda da democracia por conta da televisão privada, e estava errado”. Permito-me anotar que o tempo de realização das profecias é variável, o Messias levou mil e mais anos para vir à Terra. Diria, de todo modo, que o advento da televisão privada já causou danos notáveis à democracia e no mundo do deus mercado a força do dinheiro torna-se insustentável. É a lei do mais forte que está em vigor, a lei da selva, e ela se estabelece nitidamente na mídia em geral. Exemplo clamoroso é oferecido pelo Brasil, onde a mídia se alinha de um lado só, aquele da oligarquia. E ainda há quem fale em imprensa livre.

Extra, extra. Já temos uma EMBOMBAIXADA em Brasília.

Direto do RS Urgente!!! Que sirvam nossas façanhas de modelo...para novas piadas. Depois da pantalha e do debutaço, agora temos uma EMBOMBAIXADA em Brasília. A Yeda Aracruzius é, agora comprovadamente, uma agente paulista cujo objetivo e proporcionar o espraiamento do repertório de piadas de gaúcho. O próximo passo na nossa governadora (HAHAHAHAHA) será pleitear uma vaga no Conselho de Segurança da ONU, para que todo mundo tenha acesso ao nosso know how em segurança pública e técnicas bélicas adquiridas nas brigas de bailanta. Realmente, me sinto como a Regina Duarte.
clipped from rsurgente.zip.net
Atenção, povo gaúcho! Hoje é um dia de glória e júbilo para o Rio Grande velho de guerra. Os sonhos de Bento Gonçalves se realizaram. Finalmente será aberta a nossa embaixada em Brasília. Não tem pra ninguém. É o único Estado a ter uma embaixada em Brasília. Partiu da própria governadora Yeda Crusius (PSDB) a idéia de chamar de embaixada o escritório de representação do RS em Brasília.
 blog it

E a RTVC, o novo Álamo da mídia gorda.

Pérola extraída do Ví o Mundo. A gordinha com o leque na maior cara dura é a "La Bicha". É a RTVC, passando o caô na população até os últimos extertores.



Vocês se lembram daquela 'reportagem' da Globo sobre os portos do Paraná??? Pois é!!

RTVC já vai tarde.

A mídia gorda está de luto. Até os Talk Radios da provîncia choram lágrimas pela TV golpista venezuelana.



Imagina se a moda pega.

domingo, 27 de maio de 2007

E tem gente que prefere o Jabor

Tem gente que adora ouvir o Jabor chamar o Chavez de 'Leão de Chacara'. Mas também, tem gente que gosta de ouvir tanta procaria. Eu fico com esse post do ANIMOT.
clipped from animot.blogspot.com

Chomsky sobre a Venezuela




chomsky.info - Em entrevista recente, o intelectual estadunidense Noam Chomsky celebra o desenvolvimento político e econômico da Venezuela, ressaltando o quanto a população venezuelana tem ganhado com as mudanças promovidas por Chávez e o quanto a população aprova tais mudanças. Ver chomsky.info : On recent developments in Venezuela.

 blog it

Singela homenagem.

Dedico essa música para:

1. Jornalistinhas capachos que, entre outras coisas, costumam chamar ecologistas de "idiotas verdes";
2. Governantes que levam o caos as suas administrações mas tem a cara-de-pau de dizer está tudo bem;
3. Para quem diz que greve é tirar férias e que corrupto e colarinho branco não devem ser algemados quando da sua prisão pela PF.
4. Para deformadores de opinião que dizem que, se é verde, não é deserto:
5. _____________________. (elega o seu homenageado)

Polícia para quem precisa de polícia.

Pequeno trecho do blog do Stanis, mas que diz muita coisa.

É o medo que está rondando muita gente graúda. Eles querem uma policia atuante na periferia.

Querem policia em seus condomínios de luxo apenas para defenderem os seus familiares e os seus patrimonios como se a policia fosse um serviço privado de segurança.

Querem uma policia que investigue, algeme, prenda, arrebente a população desfavorecida, mas não querem que descubram suas maracutáias.

 blog it

Dois pesos, duas medidas.

Mexer com a elite é cutucar um vespeiro. Seus arautos não se envergonham em dar declarações, no mínimo indecentes, para defender o bom e velho stablishment. Todos os dias, centenas de pobres são presos por crimes dos mais variados. Ficam encarcerados sem assistência jurídica e há inúmeros casos de detentos com sentenças já cumpridas que continuam nos presídios.
As máscaras estão caindo e, em breve, teremos na constituição que foi promulgada a oficialização de duas castas. As dos ricos e intocáveis, com o poder de enriquecer às custas do dinheiro da segunda casta, composta da mão de obra barata, marginalizada e que não possui nenhum privilégio.
Angélica Aparecida de Souza Teodoro, jovem negra, moradora da periferia da metrópole, mãe precoce desde os 16 anos, desempregada, filha de pais pobres e negros, abandonada da escola, excluída da sociedade, indefesa, seqüestrada no direito de ter futuro e desamparada pela Justiça.
Em 16 de novembro de 2005, aos 18 anos, Angélica foi encarcerada numa cela fétida do Cadeião Pinheiros, na capital paulista, juntamente com outras mulheres acusadas de cometimento de variados tipos de crimes. O motivo do encarceramento foi a tentativa de furto de um pote de margarina de valor de R$ 3,20, ocorrida num mercadinho próximo à sua casa. Esse tenebroso crime, sofisticado com o ocultamento da margarina dentro do boné que usava, foi cometido num momento de desespero, pois, segundo suas próprias palavras, “não agüentava ver o filho de dois anos passar fome”.
 blog it

sábado, 26 de maio de 2007

Durma-se com um barulho desses.

Já não bastassem as inúmeras concessões de rádio e TV os homems de deus (nínúsculo mesmo) agora querem abocanhar as verbas da cultura. Templo é dinheiro.


Cultura em perigo: seitas avançam sobre verbas da Lei Rouanet




E com os auspícios de dois petistas. Um deles, nosso senador Paulo Paim.
Mais uma petição online que nós assinamos e conclamamos às leitoras e aos leitores fazerem o mesmo, bem como encaminharem esta aos seus contatos:
 blog it

Como são as coisas.

Quem diria, não? Como estamos observando mudanças radicais em discursos e posicionamentos da direita. Essa vem do Agente 65. Será possessão DEMOníaca????


Já não bastasse a bizarrice de Onix Lorenzoni (DEMO-RS) sair em defesa de Renan Calheiros (PMDB-AL) nas recentes denúncias apresentadas pela revista Veja, agora pede prudência.
Onix e seu parceiro Mario Bernd (PPS-RS) foram conhecidos na assembléia legislativa gaúcha em passado recente como cachorros loucos, tamanha a fúria e a baixeza de seus argumentos para atacar seus advesários prediletos do PT.
O tempo passa e agora  vemos do Dr. Onix defender prudência que é uma sutileza da qual nunca fez uso. Esta vai para a série, morro e não vejo tudo. É sinal do fim dos tempos mesmo. 

 blog it

A RBS e o Plano Diretor

Hoje, filando a boia na casa da mãe e tendo como comensais aquela gente batuta do Jornal do Almoço, me chamou a atenção uma reportagem sobre a audiência pública sobre o Plano Diretor, que ocorre no Salão de Atos da UFRGS. Basicamente a reportagem ouviu os empresários da construção, que querem poder construir mais e mais altos prédios e, macacos me mordam, aquelas pessoas que não sabiam para que aquela fila servia. A perguntinha matreira do reporter: - Você sabe para que serve essa fila? - Ah, eu não!! - diz o pobre diabo, inebriado por estar sendo filmado. Outra vítima: a mesma resposta. Agora me perguntem se eles entrevistaram alguém que sabia muito bem porque estava lá?

Resumo da ópera: decisão popular é completamente desnecessária pois eles nem sabem o porquê da fila ou que raios é um plano diretor. Vamos deixar tudo na mão dos empresários da construção civil, gente mui leal e valerosa. Tá aí a Maiojama, a Manjadojama. Com a Gautama o erário público já tomou no Buda.

UM ADENDO: No Jornal da RBS, em matéria sobre o Plano Diretor, entevistando um camarada que comia uma quentinha. Ele, muito naturalmente, diz que as empresas construtoras colocaram ônibus e almoço a disposição dos participantes. E isso na maior cara-de-pau.

Powered by ScribeFire.

S.W.A.T (Som de um tiro de raspão)

Hoje, em Rondonópolis, uma simulação de seqüestro terminou em tragédia. Em vez de balas de festim munição de verdade. Uma guria de 12 anos acabou morto e vários feridos, inclusive uma menina em estado grave. O que se pode dizer disso??? Imcompetência e, pior, completo despreparo da polícia.





Powered by ScribeFire.

Ah, essa inversão de valores.

Puxa vida! Realmelnte vivemos uma inversão de valores tremenda. No mundo maravilhos do consumo, por exemplo, temos diariamente aquela catequese de que nos somos pelo que possuimos. Seremos melhores e mais sofisticados se tivermos o carro x ou fumarmos o cigarro y. Isso sem falar do fato que agora podemos soltar aquele arroto retumbante que há anos está entalado nas nossas gargantas.

E agora vejo essa inversão se infiltrando pelas esferas públicas, travestidas de comentários de representantes de setores que, no mínimo, deveriam ter a cara-de-pau de se manterem neutros.

O que não falta são exemplos: é o governo (hahahahah) Yeda passando por cima de avaliações técnicas abalizadas para entregar, de bandeja, hectares e mais hectares de terra para o plantio de eucalipto, respaldado pelo discurso pífio de geração de emprego e renda. Agora a OAB 'alertando': vivemos num estado policial. Claro!! Nunca tanta gente graúda foi pego pelo longo braço da lei. Esse caso, em particular, me fez pensar numa teoria. Deve existir, entre os corruptos, um sistema de segurança em que, de quando em vez, um de seus membros é sacrificado para que se passe a idéia de que a corrupção é punida e o povo pode dormir sossegado porque não é só ladrão de galinha que vai em cana. O problema é que está caindo muito tubarão na rede e a turma do veja bem entrou em cena. Até o Lula, com o papo de nada de algemas. Até parece que ele não levou umas bordoadas na época do PTríassico superior. Agora vem com essa.





Powered by ScribeFire.

quinta-feira, 24 de maio de 2007

O que está rolando na blogosfera amiga

Três dias de trabalho intenso me mantiveram afastado do meu blog e da blogosfera amiga. Dando uma passeada ontem aproveito para indicar posts de extrêma relevância:

Rs Urgente:

Ruim de números: Comenta a grande imprecisão dos números orçamentátios da gestão Fumaça.

Porto Alegre é demais:
Fumaça prometeu tirar as crianças da rua mas isso só ficou no lero-lero.

Uma estranha reunião a portas fechadas:
O que o Antônio Brito fazia numa reunião a portas fechadas com parlamentares governistas, na AL, para tratar da CPI dos Pedágios??? Desde que ele deu um pé na bunda dos funcionários da Azaléia essa figurinha tem andado na moita. Mas esse encontro é a maior moita na história da botânica.

Agente 65:



Yeda Cruzes-que-frio-de-renguear-cusco se esqueceu da Campanha do Agasalho. Mas nem tudo está perdido. Governo de visão, pensou em tudo quando passou batido pelo surto de dengue no estado. Agora os descamisados contarão com uma camada protetora de Aedes Aegypti.

Powered by ScribeFire.

domingo, 20 de maio de 2007

Memes recebidos.

Recebi dois memes, um verdadeiro fogo cruzado. Um do Carlinhos Medeiros e outro, da Cláudia Cardoso. Serão memados assim que eu terminar um trabalhinho que está me arrancando o couro. Quando eu criar o meu, preparem-se.

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Vendilhão do templo em pele de cordeiro.

Da coluna do Rogério MeuDeusquicoisaséria de hoje, no O Sul:

"Por que estão machucando a imagem do Banrisul? Quais os interesses que estão por trás dessa ofensiva contra a instituição, que presta tantos serviços ao RS? Logo agora, que o banco prepara uma grande venda de ações, aparece um dossiê contra o seu diretor-presidente, cujo teor é eivado de supostas irregularidades, todas elas parecendo ser uma técnica de desgaste e com prejuízos irreparáveis à montagem da operação financeira."

A que ponto chegam os vendilhões do templo!!! Essa atual crise do Banrisul, crise moral, que fique claro, seria tratada com um outro tom se o governo fosse da Frente Popular e as ações não estivessem no balaio de ofertas. A memória do achornalista é curta, cega e surda. Quem levantou a lebre das possíveis falcacruas, por incrível que pareça, foi nosso vice-governador, Paulo Pé-de-Feijó, um dos mais assanhados incentivadores da venda do Banrisul desde o governo Rigotto. Mas como nosso colunista vive procurando comunista em ovo, certamente ele encontrará uma célula vermelhista em algum porão da instituição bancária.

Não interessa ao calunista a averiguação de possíveis irregularidades, ou melhor, de crimes contra o patrimônio público, envolvendo os governantes por ele tão defendidos e idolatrados-salve-salve e parcela da tão absoluta, vitaminada e necessária parcela do empresariado tudo de bom, cantado em prosa e verso pelos Azuis Marinhos da nossa sociedade nas ondas eletromagnéticas dos canais 20 da vida.

Mendeslki deve estar vendo os índices da BOVESPA de joelhos, com uma vela de 7 dias numa mão, um rosário na outra, em prantos.

terça-feira, 15 de maio de 2007

Sapucaias e sacripantas

Mais uma farra com o erário público, desta vez em Sapucaia. Funcionários fantasmas lotam (perdão pelo paradoxo) a Câmara de Vereadores de Sapucaia. A maioria fantasmas próximos. São fantasmas mas são muito vivos. O assunto já esta pipocando na mídias e na blogosfera amiga mas, assistindo um pedaço do Jornal da RBS, não acreditei na desculpa esfarrapada de um dos vereadores envolvidos, do qual não me lembro o nome nem partido. Perguntado sobre seus parentes, que estariam recebendo sem comparecer ao trabalho, ele tascou uma desculpa tão fuleira quanto o dito cujo: ele tinha instalado um gabinete na loja dele e era lá que o fantasma dava expediente. A cara-de-pau do sujeito subtituiria vários hectares que a Storaracruz Enzo quer plantar no RS, tamanho aquantidade de celulose. É uma vergonha na cara já anestesiada por anos de enrolação do eleitor. Ou ele acha que todo mundo é idiota ou ele é o maior de todos, com essa explicação pífia.
Depois de escrito isso achei, no RS Urgente, dados mais precisos:

O vereador Luizinho do Sete (PMDB) lidera o ranking dos fantasmas: contratou a mulher, a sogra, o filho e o gerente da loja de carros da qual é proprietário. Ao se defender, o edil argumentou que a revenda de automóveis funciona como uma espécie de extensão do seu gabinete.

Powered by ScribeFire.

segunda-feira, 14 de maio de 2007

Esse Papa é Pop.


O Papa Ratz é pop. Aos dezesseis anos ele e seus amiguinhos de seminário foram convocados para o serviço militar em uma guarnição anti-aérea que protegia uma fábrica da BMW. Nosso papa operou um flak (do alemão Flugabwehrkanone, canhão anti-aéreo)??? Será que ele abateu algum avião? Se a mira dele com o canhão é tão boa quando a mira para acertar hereges como Leonardo Boff, certamente nosso Papa já mandou muitos fieis para um encontro com o criador com as próprias mãos.

Valei-me, São Patrício.

Valei-me, meu São Patrício. Começou a nova novela das seis na Globo. A bruxaria vai comer solta numa comunidade de descendentes de irlandeses, sabe-se lá em que rincão deste país. No canto direito, São Patrício. No esquerdo, magia Wicca. Vai ser uma festa de O'Haras, O'Sullivans, O'Malleys, O'Hollihans, O'Raio-que-o-parta. Ah, e ainda com a participação do grande mago celta Paul O'Coelho. Dizem que a Globo teve de buscar figurantes na polícia de Nova York porque eu, pelo menos, nunca encontrei um irlandês por essas paragens. Estou sentindo que essa novela vai ser um balaio de gatos cultural com arremedos de cultura celta, magia de bolso do Paul O'Rabbit, e halloween. Por falar em halloween, esse novo evento do nosso calendário cultural, deu para ver, no primeiro capítulo, algumas abóboras penduradas pelos cenário da novela. Já acho essa história de réloim uma palhaçada, mostra de um macaquismo imperialista sem tamanho. Saci virou Leprenchaun e Yara, dama-do-lago. Peixeira virou Excalibur e o novato São Galvão não será páreo para São Patrício. Para quem gostaria de saber o que é esse tal de Halloween, uma pequena historinha, catada num site desses, bem fuleiros, de bruxaria

As origens do Halloween, ou veja como isso não tem nada a ver com a cultura brasileira.

Há 2.000 anos passados, os celtas viviam numa área que hoje é ocupada pela Irlanda, Reino Unido e norte da França. Para eles o ano terminava no dia 1 de Novembro. Esta data marcava o final do verão, a última colheita e o começo do frio e escuro inverno. Esta época do ano também era associada à morte das pessoas. Os celtas acreditavam que, após a morte, as pessoas iam para uma terra de eterna juventude e felicidade chamada "Tir nan Og". Eles não possuiam o conceito de céu e inferno. Eles acreditavam,que às vezes, os mortos viviam em pequenas elevações de pedra junto a criaturas imaginárias. Os celtas acreditavam em deuses, gigantes, monstros, bruxas, espíritos e elementais da natureza, mas não os consideravam maus ou perigosos. As fadas, porém, eram consideradas hostis aos homens, por eles ocuparem uma terra que pertencia a elas. Na noite de 31 de Outubro, eles celebravam o "Samhain", quando acreditavam que os espíritos voltavan a terra e podiam se comunicar com os vivos e por vezes, interferir, de forma não muito tranquila na vida das pessoas. De acordo com a mitologia celta, nesta data a ordem natural do universo é suspensa e as barreiras entre o natural e o sobrenatural são temporariamente removidas.

Para celebrar a ocasião os Druidas, que além de sacerdotes, eram possuidores de todos os conhecimentos, acendiam enormes fogueiras sagradas onde o povo oferecia animais e parte de sua colheita em sacrifício para as divindades celtas. Durante as festividades os celtas vestiam-se com peles e cabeças de animais e tentavam prever a sorte uns dos outros. Quando terminava a celebração, os celtas reacendiam seus fogos na pira sagrada, para protegê-los durante o inverno vindouro e para simbolizar o retorno à vida na primavera do ano seguinte.

Por volta do ano 43 D.C. os romanos haviam conquistado a maior parte do território celta. Durante os 400 anos de domínio, dois festivais de origem romana foram incorporados ao "Samhain" tradicional dos celtas. O primeiro foi o "Feralia", um dia no final de Outubro, que os romanos tradicionalmente comemoravam os mortos. O segundo era o dia de venerar Pomona, a deusa romana das frutas e das árvores. O símbolo de Pomona era a maçã e a fusão dos dois festivais, provavelmente, explica a presença da maçã na comemoração do Halloween nos dias de hoje.

Nos anos 800 D.C. a influência do Cristianismo já havia se espalhado pelas terras celtas. No século VII, o papa Bonifácio IV designou o dia 1 de Novembro como o Dia de Todos os Santos, dia de venerar santos e mártires. Acredita-se hoje que o papa tentou substutuir o culto pagão aos mortos, dos celtas, por um aprovado pela Igreja. Esta celebração recebeu o nome de "All-Hallows" ou "All-Hallowmas" (do inglês arcaico Alholomesse, significando dia de todos os santos). A véspera desse dia era o "All Hallows Eve" que acabou virando "Halloween". Mais tarde, no ano 1000, a Igreja transformou o dia 2 de Novembro no dia de Finados, dia de venerar os mortos. Era celebrado de modo parecido com o "Samhain" com grandes fogueiras, procissões formadas por pessoas vestidas de santos, anjos e demônios. As três celebrações, a véspera (31 de Outubro), o Dia de Todos os Santos (1 de Novembro) e o dia de Finados (2 de Novembro) foram chamadas de "Hallowmas".


Na procura por um Secretário do Meio Ambiente, um procurador.

Bem, Habemus Secretarium Meius Ambientorum. O procurador Otaviano Brenner de Moraes é o novo Secretário do Meio Ambiente. Gostaria de saber se ele tem alguma experiência ambiental, ou seu conhecimento se restringe apenas ao bom e velho Dura Lex. Mas, tendo em vista a baita atropelada que a Yeda deu nas TACs, nada como um homem das leis para unir o útil ao agradável. Afinal, Lex mole em dura lex, tanto bate até que fura.

Powered by ScribeFire.

Habemus Papa!! Mas foi só até ontem.

Aproveitando a recente visita do Papa, que trouxe uma doutrina tão bolorenta que criou uma nova doença, a ratzinite alérgica, me lembrei de algo que lí ou ouvi sobre um desses encontros teológicos do Vaticano aonde, depois de muitas deliberações, decretou-se o fim do LIMBO, para onde iam, até o momento, as almas das crancinhas que morriam antes de serem batizadas. Acho interessante esse 'poder' de legislar sobre os trâmites legais das almas no além-túmulo.Por isso fica a pergunta. O efeito disso é retroativo ou as alminhas penadas podem entrar com um recurso de revisão de sentença? Outra pergunta: se Frei Galvão, agora São Galvão, foi canonizado na sexta passada, podemos considerá-lo como um santo em estágio probatório???


Powered by ScribeFire.

Ah, essa falta de tempo.

Infelizmente estou sem tempo para postar algo que preste. Tanta coisa acontecendo. A visita do Papa Natzinger, os aumentos dos deputados na papada da noite, a Yeda querendo tascar uma foto com o Flakinzer, por pYEDAde!!! Mas em breve retornarei.





Powered by ScribeFire.

terça-feira, 8 de maio de 2007

Ei, você aí...

A governadora do Estado afirmou, na sua campanha, que já tinha de onde tirar dinheiro para reerguer o Rio Grande. Agora ela inaugura o novo jeito de se encostar. Já pediu um dinheirinho para a segurança, coisinha pouca de 250 milhões, e agora quer renegociar diretamente (com todo o medo da Regina Duarte) a dívida com o Bird. Afinal, é melhor um Bird na mão do que dois voando.

Cuidado! Amanhã ela pode estar batendo na nossa porta para pedir um trocado ou confiscar um vaso para plantar uma muda de eucalipto.

segunda-feira, 7 de maio de 2007

Estava eu, calmamente, tomando meu café na padaria da esquina (sim, a padaria é na esquina) e filando o jornalzinho (porque o O SUL é um jornalzinho) quando me deparo com a coluna do Mendeslki ou melhor, a calúnia do Merdeslki. Meu Deus, é um primor de serviçalismo para com as grandes empresas propulsoras do progresso que o RS tanto anseia. O Agente 65 deu a letra hoje e então me atenho apenas aos trechos abaixo, permeados por alguns comentários. Esse tipo de jornalismo 'opinativo', entre aspas porque 'pitaqueiro' seria melhor, é a maior prova do grau de lacaísmo da imprensa gorda para com o interesse do capital predatório (O Mendelski adoraria o teor comuno-vermelhista dessas palavras). Não sei até que ponto o parlatório dele é delírio, completa ignorância do assunto tratado ou deliberada desvirtuação da palavra em pról da desinformação, ou deformação de opinião.

O que aflorou, então, com a crise no meio ambiente é que a secretária Vera Callegaro, uma bióloga competente e militante do PSDB, se deixou influenciar pela conduta ideológica da Fepam. Ninguém está acusando o corpo técnico da Fepam, apenas se constata que o TAC foi produzido para impedir que se plante eucalipto em escala industrial no RS.

Se o agora fricassê de secretára do meio ambiente é bióloga e competente, porque foi fritada como um bagrinho de itaipu e podada da secretaria? Um parecer técnico, feito por profissionais especializados, quando vai de encontro aos interesses do capital vira conduta ideológica? Se o corpo técnico da Fepam não está sendo acusado acredito que o TAC tenha sido produzidos por gnomos (esses pequenos comunistas que guardam o ouro do Kremlin no final do arco-íris)

Pode até ser coincidência, mas como já tínhamos, aqui no RS, o exemplo da selvageria da Via Campesina contra um centro de pesquisas de mudas de eucalipto da Aracruz, em Barra do Ribeiro, não há como se evitar uma triste comparação da barbárie com as exigências legais do TAC. A rigor, o TAC, por outros métodos, também estava contra o plantio de eucalipto. Mesmo com um suporte técnico respeitável, mas discutível.


TAC, de Termo de Ajustamento de Conduta virou, na pena do Mendelski em Técnica de Ataque Comunista, certamente ensinada em Cuba, com pós-graduação na Venezuela. Exigência legal, como não matar, não roubar, não sonegar, não plantar maconha, virou barbárie (prometo que amanhã eu acordo civilizado e mato minha vizinha). O calunista vai substituir a imagem do Frei Galvão por uma muda de eucalipto assim que o Ratzinger olhar para o outro lado.

Aqui no RS, a tese espalhada é que eucalipto é um deserto verde. É a primeira bobagem de cunho ideológico. Se é verde, não pode ser deserto. Deserto, até prova em contrário, é o que a natureza mostra: Saara, Mojave, Atacama, Gobbi etc. Se a tese fosse aceita, os projetos de florestamento no Noroeste dos EUA, em toda a Metade Sul do Canadá e em toda as Escandinávia (Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia) teriam transformado essas belas regiões no Marrocos, na Argélia, na Tunísia, na Líbia, no Sudão e no Egito, para ficarmos apenas na África.

Aqui ele atinge o ápice, e só pode ter sido a base de Viagra. Ou é um completo desconhecimento da língua portuguesa e das figura de linguagem, ignorância, sei lá, ou então é uma tentativa distorcida de distorcer o discurso verde (que, para o daltônico, é VERMELHO). Se a Mancha é Verde, não é torcida do Palmeiras, é tinta. Estamos entrando com uma petição internacional para mudarmos o nome do Mar Vermelho, do Rio Amarelo, etc.

domingo, 6 de maio de 2007

Diretamente do blog do Agente 65 :

Não era sem tempo. Sexta-feira o Ministério Público acampou na prefeitura à tarde e promoveu uma devassa nos contratos, denúncias apontavam para o favorecimento de pagamentos, desvios de funcionários terceirizados, funcionários fantasmas, não cumprimento de exigências contratuais e assim por diante.

Será mais um trabalho titânico para o abnegado Lasier. E, nas palavras do Agente, mais titânico para nós encontrarmos algo à respeito na mídia gorda.

Alons enfants de Sarkozyyyy!!!

Bem, acredito que muita gente está chorando na França. De acordo com uma amiga minha, que está morando lá, tem muita gente de luto. Mas agora é tarde. A ironia da coisa é que o próprio Sarkô é filho de imigrantes Húngaros. É a velha máxima: Faça o que eu digo, não faça o que meus pais fizeram. A quebradeira já começou e tende a piorar. Acima um garranchinho feito de última hora.

Enéas phone home.

Morreu hoje, por volta das 14 horas, Enéas Carneiro. Talvez um dos mais pitorescos políticos brasileiros. Pitoresco sim, mas que idéias aquela cabecinha continha, valha-me Deus. Infelizmente ele morreu no domingo e as homenagens póstumas ocorrerão na segunda-feira, na Câmara dos Depudatos (vide trecho abaixo).

Enéias deu azar porque amanhã, além do escpectro do próprio, o quórum só será possível se rolar uma seção espírita.

Notícia do JB Online - Fonte:Portal Terra

BRASÍLIA - O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, decretou luto oficial por um dia pela morte do deputado federal Enéas Carneiro. A Bandeira Nacional, hasteada em frente ao Palácio do Congresso Nacional, ficará a meio-pau. A informação é da Agência Câmara .

A sessão deliberativa marcada para às 14h de segunda-feira será aberta normalmente. Em seguida, farão uso da palavra os deputados que quiserem homenagear o deputado Enéas e a sessão será suspensa, conforme prevê o artigo 71 do Regimento Interno da Câmara. Os trabalhos retomarão a rotina na terça-feira.

Choque do Lasier Reloaded

sábado, 5 de maio de 2007

A TV estava ligada e não deu para deixar de ouvir.

A tv ligada no Canal 20 da NET (Deus me perdoe!) e, no programa PLANO ABERTO, Lavoasier Martins (porque na mídia, tudo se transforma) entrevistando a nova presidente da Caixa RS, Suzana Kakuta sobre os incentivos econômicos da instituição para com os investimentos de empresas no estado deplorável.

Lasier nunca deixa de reforçar a penúria do RS na sua fala e, conversa vai, conversa vem, ele toca na questão das áreas adquiridas para o plantio do eucalipto, deixando claro que, legalmente, elas podem ter seu plantio limitado a 3% da área, tendo em vista as restrições dos estudos de impacto ambiental que, numa galáxia distante, estão sendo feitos pela FEPAM.

A cena é comovente pois só faltou o "Veja bem!" espernear e rolar no chão, perguntando se a Caixa RS também garantiria incentivos para a Aracruz, Votorantin, etc.

Esse programa deveria se chamar "PERNAS ABERTAS".

Powered by ScribeFire.

Eu calipto e tu, debutas!

Essa notícia postada no RS Urgente é de chorar. A imbecilidade é tamanha que beira o inacreditável. Baile de debutantes nacional??? Se o governo não tem grana para obras de infraestrutura como estradas, presídios, imagina um debutódromo para milhares de meninas-moças. Isso sem falar que, com o sucateamento das forças armadas, vai faltar cadete para tanta valsa. Vemos que o governo da gestão muderrna não tem visão gerencial e estratégica. Ainda bem que agora o Palhácio Piratini conta com a bagagem cultural (sim, estamos falando em cultura) do Azul Marinho (porque azul se elefante e calavo marinhos são marrons?), especialista em cultura pela Sobrô Né?(aqueles salgadinhos que sobram nos coquetéis da society gaúcha e que as madames levam para o cachorrinho). Ela mal compareceu no evento dos secretários de cultura porque, provavelmente, não tinha providenciado um saco de papel para enfiar na cabeça. Bem, mas agora temos muito vexame pela frente. Piada do Casseta&Planeta sobre gaúcho é coisa do passado.

Mas, olhando por outro lado, acho a idéia do Baile Nacional de Debutantes, o DEBUTAÇO, interessante. Como muitas meninas das classes menos favorecidas são apresentadas à sociedade quando iniciam na prostituição ou tem sua foto estampada nos jornais por tráfico de drogas, ou por terem sido espancadas até a morte por homens violentos, porque não, pelo menos por uma única vez fazer isso com vestido de festa?. Afinal, é melhor dançar na mão de um cadete do que na mão de um meganha.

Powered by ScribeFire.

Essa é do Kayser.


É muito dificil saber o que é melhor: a charge em si ou o modo como o Kayser retratou a Yeda. É um misto de estresse com insanidade, permeado por um 'quê' de surto psicótico.

Powered by ScribeFire.

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Yeda agora é TotalFlex.


Matéria do Marco Weissheimer hoje, no RS Urgente

A VITÓRIA DA FLEXIBILIZAÇÃO

Aconteceu
o que já era esperado. As empresas de celulose venceram a queda de braço com os defensores do projeto de zoneamento ambiental para o plantio de eucalipto. O acordo firmado na tarde de ontem entre o governo do Estado e o Ministério Público “flexibiliza” as regras elaboradas por técnicos da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). É isso aí. “Flexibilização”: a palavra mágica para satisfazer os interesses das empresas do setor. Lucro a qualquer preço: o nome desses interesses. A cabeça de mais um diretor da Fepam rolou. A secretária do Meio Ambiente e amiga da governadora, Vera Callegaro, permanece no cargo, e o jornal Zero Hora mancheteia feliz: “Acordo pode dar fim a impasse no plantio de eucaliptos no RS”. Acordo com quem, cara pálida?

***

A palavra mágica 'flexibilização' me fez lembrar da jibóia e suas parentes, como a sucuri, a anaconda, a piton, entre outras. O incrível é que, sendo um animal extremamente flexível, possui, com certeza, o abraço mais forte e mortal do reino animal. Com ele é capaz de quebrar, literalmente, todos os ossos da sua vítima para que essa possa ser engolida mais facilmente. Quando a mídia grossa ou os políticos falam em flexibilização a imagem desse réptil me surge: o flexível de um lado e o arrocho do outro. Flexibilizar relações de trabalho significa arrochar direitos e conquistas. Horário flexível de trabalho, arrocho no planejamento doméstico e fim de qualquer vida social. Flexibilização de laudos ambientais, arrocho na Mãe Terra. A expressão 'abrir as pernas', significando ceder à vontade ou desejo de outrém em detrimento da sua própria, também requer flexibilidade já que é necessário um certo afastamento dos membros antes de...mas isso já é outra história.

quinta-feira, 3 de maio de 2007

Perto disso o General Custer era indigenista.

Esse é o "Brasil que dá certo", nas palavras da Veja. Ela tem razão porque os tiros são sempre certeiros.

India Kaiowá Guarani é assassinada por pistoleiros em MS

A índia Kuretê Lopes, de aproximadamente 70 anos, foi morta com um tiro no peito na manhã desta terça-feira, dia 09, em uma ação de despejo promovida por seguranças particulares contratados por fazendeiros. Cerca de 200 Guarani Kaiowá da aldeia Taquapery ocupavam desde sexta-feira, dia 05, uma fazenda de 2,4 mil hectares na região de Amambaí, extremo sul do Mato Grosso do Sul. A área é reivindicada como território tradicional pela comunidade de Taquapery.

powered by clipmarksblog it

Veja bem! Os fatos em que o Lasier tem de dançar um dobrado para não comentar!!

Criei um selinho para ilustrar todos os fatos em que o nosso querido jornalista Lasier Martins dança um dobrado, escapa pela tangente, dá uma de joão-sem-braço, para não comentar com aquele profissionalismo do tempo das administrações populares. Tudo se resume a um "veja bem!", uma conversa para boi dormir ou um papo furado. Dentre tantas pérolas analisadas por outros blogs fica um registro: A epidemia de Dengue no estado. Lasier discorreu didaticamente sobre o assunto, frisando que o responsável pela dengue é a 'mosquita', já que o digníssimo marido se contenta com a seiva das plantas. Qualquer descaso com os programas de combate a dengue ficaram no ar, como os ditos insetos.

Prefeitura destrói patrimônio artístico a marretadas


A vereadora Margarete Moraes recebeu ontem, dia 24, denúncia que o painel do artista plástico Mauro Fuke, na Av. Vasco da Gama, estava sendo destruído amarretadas. No local, foi informada que a agressão se justificava por que haviadescolamento de parte dos azulejos, que poderiam cair. Para Margarete, éincompreensível que a obra de renomado artista, escolhida por edital, não recebamanutenção e que sua derrubada seja a única solução para o descolamento de alguns azulejos.

A obra do artista Mauro Fuke foi uma das quinze contempladas pelo projeto Espaço Urbano - Espaço Arte, promovido pela Prefeitura quando Margarete Moraes era secretária da Cultura. O projeto, com trabalhos selecionadas através de edital público, tinha por objetivo abrir espaço para que artistas plásticos valorizassem o espaço urbano, dando significado e dialogando com a população. Havia espaço para a obra instigadora, que provoca novas idéias, e a reconciliadora, que harmoniza e reconcilia a população com determinado local. A ação contou com o reconhecimento dos moradores da cidade e da comunidade artística internacional.
O projeto foi extinto pela atual administração municipal. Para Margarete Moraes “é um escândalo que a Secretaria Municipal da Cultura não crie nada de novo, não conserve e ainda destrua o que já existe”. Mais preocupante é este não ser um fato isolado. A mesma atitude foi adotada em relação ao auditório Araújo Vianna que, ao invés de ser reformado, fechou suas portas há mais de dois anos, fazendo que o descaso e as pombas acabem com mais este patrimônio dos porto-alegrenses. O atual secretário da Cultura diz não haver previsão de restauro da obra.

Do boletim eletrônico da vereadora Margarete Moraes


Powered by ScribeFire.

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Um link muito interessante para quem desenha!

Para quem desenha, um prato cheio de tecnologia na web. Para quem não manja nada, diversão garantida. Um site em que se desenha e pinta online, permitindo compartilhar a obra com outras pessoas.

www.ratemydrawings.com

Notícias do Neorama

Tem jornal que é como agência de propaganda. Quando é para enxugar funcionário é a rodo mesmo.
Desta vez, o cartunista e chargista Agê, que já ajudou o Neorama dos Quadrinhos a mostrar a Pizzada dos Cartunistas de 2006 e que já teve sua arte exibida por nosso portal tem uma péssima notícia.

A última charge de Agê no DCI
28 pessoas foram demitidas no DCI (Diario do Comércio e Indústria) de São Paulo. inclusive, o nosso artista, que é o mais novo chargista desempregado do Brasil.
Marko Ajdarić
Neorama dos Quadrinhos
A maior newsletter da Nona Arte do Mundo
http://www.neorama.com.br/

powered by clipmarksblog it

Um comentário, enquanto o Frias esfria.

Um pedaçinho do texto de Altamiro Borges para a Nova-e. Frias morreu como o Roberto Marinho (coisa ruim demora para morrer, não?), mais um baluarte da democracia e da liberdade de imprensa.
clipped from www.novae.inf.br
A morte do “democrata” Octavio Frias
Altamiro Borges
Carregando presos para a tortura
“A Folha de S.Paulo nunca foi censurada. Ela até emprestou as suas C-14 [veículo tipo perua, usado na distribuição do jornal] para recolher os torturados ou pessoas que iriam ser torturadas na Oban (Operação Bandeirantes). Isso está mais do que provado. É uma das obras-primas da Folha... E hoje você vê esses anúncios da Folha – o jornal desse menino idiota chamada Otavinho – que parece que ela, nos anos de chumbo, sofreu muito, mas ela não sofreu nada. Quando houve uma mínima pressão, o Sr. Frias afastou o Cláudio Abramo da direção do jornal. Digo que foi ‘mínima pressão’ porque o Sr. Frias estava envolvido na pior das candidaturas possíveis na sucessão do general Geisel. A Folha apoiava o Frota [general Sílvio Frota, ministro do Exército, da chamada linha dura, fascista]. O Cláudio Abramo foi afastado por isso”.
powered by clipmarksblog it

A cosntrução dos estados mentais.- Imperdível!!

Só uma amostrinha.
clipped from www.novae.inf.br
“Estamos diante de uma mídia que não reflete sobre si mesma e que é, portanto, espelho e produtora de indivíduos que não refletem sobre si mesmos",diz o professor Evandro Vieira Ouriques.
Para Evandro, na sociedade pós-moderna, os estados mentais dos indivíduos (o fluxo de pensamentos e emoções) estão atravessados pelo discurso da mídia, marcado pelo reconhecimento pelo capital.
No livro “História das Teorias da Comunicação”, o belga Armand Mattelart, professor da Universidade de Paris e um dos mais eficientes críticos do monopólio mundial dos meios de comunicação, diz que, nos dias atuais, a liberdade política não pode se resumir ao direito de exercer a própria vontade.
Os produtos e serviços são tributados com valores que não pertencem a eles: solidariedade,
amor, confiança, perspectiva de vida, garantia de futuro, tranqüilidade. O que gostaríamos de
ter nas relações, em casa e na sociedade, está agregado aos produtos e serviços aos quais
acabo de me referir.

powered by clipmarksblog it

terça-feira, 1 de maio de 2007

Mais um blog

Começando o processo reengenharia dos meus blogs estou criando uns e deletando outros, deixando tudo no Blogger. O blogger.com.br agora tem propagandas voadoras na hora do login. Obrigado, Globo.