sexta-feira, 14 de setembro de 2007

A mídia gorda está tomando mais tufos do que suspeita nossa vâ filosofia.

A caravana passa e os cães estão começando a ficar com medo.

Não quero ser otimista nem deslumbrado com, sei lá, miragens, mas a questão é que a mídia gorda está de cabelo em pé com os últimos acontecimentos.

Primeiro foi o Estadão que quis dar uma de galo, com sua campanha depreciando os blogs, e acabou amarelando, tamanha a repercussão no cyberespaço. Agora a Veja fracassou no caso da cassação do Renan.

Talvez seja hora da Regina Duarte ter, realmente,medo.
clipped from www.novae.inf.br
Cristóvão Feil

Passado o carnaval midiático-oligárquico sobre a triste figura do senador peemedebista das Alagoas, aliado do blocão lulista no Congresso, quero poder dizer algumas palavras. Não disse nada até o momento, sobre o tema Renan. Explico agora o motivo.

Nos longos 350 anos de regime escravocrata no Brasil, quando havia uma briga qualquer na casa-grande, os negros da senzala sempre tiveram a serenidade e a sabedoria de nunca se meter nas desavenças intestinas dos brancos, diziam: - Isso é briga de branco!
 blog it

3 comentários:

Láldert Castello Branco disse...

Prezado...

Linkei teu blog lá no meu (Na Periferia do Império - http://naperiferiadoimperio.blogspot.com)

um abraço

Omar disse...

Além de tudo isso, sábado ganhamos e domingo vi novamente nosso co-irmão adversário colocar salto alto. E, sintomaticamente, a segunda começa com sol.

O Kylocyclo disse...

Eu sou contra a mídia de direita, seu reacionarismo explícito e mesmo implícito em alguns veículos não nos deixa mentir. Quando algum movimento social autêntico estoura, essa mídia reage com fúria contra tais movimentos.

O grande problema é a má interpretação da mídia esquerdista sobre o que são movimentos sociais. Sem distinguir o joio do trigo, acaba a mídia esquerdista fazendo o jogo da mídia de direita, como o apoio de Caros Amigos e Brasil de Fato ao "funk carioca".

O esperto MC Leonardo conseguiu o que queria: armou um discurso "militante", uma estrutura "sócio-política" através da APAFUNK, e depois de posar de "excluído da mídia", acabou ganhando cartaz na "mídia gorda", nas suas mobilizações para que o "funk" continue incomodando as vizinhanças trabalhadoras com suas festas até o raiar do dia.

Ninguém confie em MC Leonardo. Ele posa de "militante", faz aquele discurso bonitinho, na verdade chupado de idéias de outros ativistas sociais sérios, e no entanto ele é protegido da mesma "mídia gorda" da qual ele se diz excluído.

Não devemos jamais nos esquecer que o MC Leonardo só voltou à evidência porque um antigo sucesso seu, "Rap das Armas", foi lançado na trilha de "Tropa de Elite", filme co-produzido pela Globo Filmes, braço das Organizações Globo.

Convido o pessoal para ler os seguintes textos:

1) APOIO DE IMPRENSA DE ESQUERDA AO "FUNK" PODE SER JABACULÊ:

http://okylocyclo.blogspot.com/2009/07/apoio-de-imprensa-de-esquerda-ao-funk.html

2) A INGENUIDADE DA REVISTA CAROS AMIGOS:

http://okylocyclo.blogspot.com/2009/05/ingenuidade-da-revista-caros-amigos.html

3) ATENÇÃO, CAROS AMIGOS, URGENTE: JOSÉ ARBEX JR. REPROVA O "FUNK CARIOCA"

http://okylocyclo.blogspot.com/2009/07/atencao-caros-amigos-urgente-jose-arbex.html